O maravilhoso mundo das armadilhas fotográficas
Posted on: June 8, 2017, by : admin

O nome é péssimo, eu sei. A palavra armadilha remete à caça, à captura de animais. Mas não é o caso aqui. Armadilha fotográfica é um artefato do bem. Também conhecida como trap camera em inglês, há muito tempo ela ajuda pesquisadores do mundo todo a estudar a fauna selvagem e a monitorar áreas de conservação. No lado da fotografia, grande profissionais têm usado complexos sistemas de câmera e iluminação com disparo remoto para registrar animais normalmente arredios à presença humana. O trabalho do fotógrafo Luciano Candisani na Mata Atlântica, por exemplo, já rendeu o registro de uma raríssima anta albina e de animais como a onça-parda (conheça um pouco do trabalho dele clicando aqui).

Os amadores entram em campo

Nos últimos anos, as trap cameras têm baixado de preço e se popularizado. Hoje já é possível encontrar algumas por menos de US$ 100 no exterior. Isso permitiu que muitos amadores passassem a registrar a fauna do seu sítio ou fazenda em diversos pontos do Brasil, além de tornar mais fácil a vida de pesquisadores (isso merecia um capítulo à parte, mas ainda hoje zoólogos usam caixas de areia para verificar a presença de animais através de pegadas, um método bem menos eficiente). O evento Avistar deste ano promoveu um concurso de vídeos produzidos com trap cameras e o resultado foi surpreendente (o concurso teve o apoio da Log Materiais). Entre as centenas de inscrições, 25 vídeos foram premiados, como o que flagrou uma onça-pintada com o filhote, ou o que trazia um tamanduá-bandeira tomando banho de ribeirão. Vale muito a pena dar uma olhada na playlist completa do Youtube clicando aqui (. E aí? Que tal colocar uma armadilha fotográfica na matinha do seu sítio?

 

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *