Month: October 2016

Expedição vai em busca de espécie desaparecida

Tietê-de-coroa (Calyptura cristata) – Ilustração: William John Swainson/Reprodução

Calyptura cristata. Este é o nome científico do tietê-de-coroa, uma pequena ave da Mata Atlântica que ficou muito tempo desaparecida, foi avistada por ornitólogos em 1996 e sumiu novamente sem deixar rastros.Pouco se conhece sobre o comportamento, habitat e outras características desta espécie. Há algumas dezenas de peles (aves coletadas por pesquisadores) em museus pelo mundo, todas do século XIX nas matas do estado do Rio de Janeiro. Nem mesmo a vocalização dela é conhecida. Todos estes fatores tornaram a Calyptura cristata uma espécie de Santo Graal dos ornitólogos e observadores brasileiros (e estrangeiros também).

Agora, uma expedição liderada pelos pesquisadores do Observatório de Aves do Instituto Butantan pretende encontrar a espécie, em uma área pouco explorada da região central do estado do Rio. Serão duas expedições na verdade, uma em outubro e a outra no começo de 2017. A iniciativa tem o apoio com o apoio da American Bird Conservancy (ABC), especialista em conservação de aves e dos seus habitats nas Américas, e do Instituto Estadual do Ambiente do Rio de Janeiro (Inea).

“Além de buscar uma espécie enigmática, é uma maneira de chamar a atenção para as ameaças que espécies endêmicas do Brasil vêm sofrendo, principalmente pela perda de habitat”, diz Luciano Lima, idealizador do projeto e ornitólogo do Observatório.

Para acompanhar a aventura, visite a página da expedição no Facebook

Exemplares de tietê-de-coroa (Calyptura_cristata) em uma coleção da Europa – Foto: Luciano Lima