Month: March 2015

Faça sua lista de Páscoa! (de aves, não de ovos…)

Periquito-rei – Foto: Zé Edu Camargo

O hábito de fazer listas (as aves que você viu em um determinado dia, no lugar tal) é muito antigo e muito valorizado em países onde a observação é uma atividade popular. Aqui no Brasil, mais do que uma diversão, temos uma necessidade. Porque gerar conhecimento (e cada pequena lista ajuda a gerar conhecimento sobre a avifauna) é uma boa maneira de reforçar as fileiras da conservação. Tudo o que você precisa: seus olhos, seus ouvidos, papel e caneta (um binóculo e um guia de campo também ajudam…).

Mas não faltam ferramentas mais tecnológicas para ajudá-lo. O wikiaves dá uma mão na hora de identificar as aves mais difíceis (e também serve para construir listas de aves fotografadas ou sons gravados) e sites como táxeus e e-bird são ótimos para construir e compartilhar listas de aves. Que depois podem ser acessadas por pesquisadores. O mecanismo é muito simples: vá para um parque, uma praça, um terreno ou mesmo numa área urbana e anote tudo que você viu ou ouviu. Depois coloque na internet com o dia e o local.

No fim de 2014, o pessoal do Avistar fez um desafio interessante: convocou os observadores de aves de todo o Brasil a postar suas listas no táxeus ou e-bird entre o Natal e o Ano-Novo. Foram centenas de listas e mais de 1000 espécies identificadas – um número espetacular. Agora a iniciativa está de volta – é o Desafio Aves da Páscoa. Entre os dias 2 e 6 de Abril, faça suas listas e coloque no táxeus, no ebird ou qualquer outro site. Participe e compartilhe. Veja mais informações no grupo do Facebook do Desafio Aves da Páscoa. Ajudar a ciência também pode ser divertido.

Músicas para aves ameaçadas da América do Sul

Capa do disco lançado pela gravadora Rhythm and Roots

O nome é esquisito para um álbum musical: “A Guide to the Birdsong of South America”. Parece mais uma coletânea de sons de aves, que podem ser encontrados por aí. Mas as dez faixas do disco recém-lançado pela gravadora Rhythm and Roots trazem artistas independentes/alternativos de vários países sul-americanos unidos em torno da conservação. Cada um se inspirou em uma (ou mais de uma) ave ameaçada para compor. Junto a nomes conhecidos do circuito indie como Matanza e Dengue Dengue Dengue estão os brasileiros Alessandra Leão (que canta sobre a saíra-apunhalada, ave ameaçada encontrada em um único ponto do Espírito Santo) e Psilosamples (que junta os cearenses soldadinho-do-araripe e periquito-de-cara-suja). O ornitólogo e guia de birding Ciro Albano, do Ceará, também colaborou com o projeto cedendo a vocalização das aves brasileiras. No site da gravadora é possível ouvir todas as músicas. Também dá pra comprar as canções em MP3 e encomendar o disco de vinil, camisetas e pôsters. As vendas vão ajudar programas de conservação em diversos países da América do Sul, inclusive no Brasil.